Rio Doce Terra
                                                 
Atualizado em: 22/03/2017 às 11:07 horas                              

# É preciso saber viver

Juninho Lobo

 

Mundo moderno, ano de 2012, globalização ao extremo, informações sofisticadas e super-detalhadas, mundo corrido, uma loucura para quem viveu nos anos 60 e 70 ...imagina  para quem viveu em tempos mais remotos .
Os conceitos mudaram, os valores são outros, muitos deles medíocres, ridículos e sem noção. Funk, drogas, culto a bunda e silicone, são coisas normais de épocas atuais e de valores conturbados .

    Que correria gente, temos que acelerar, caso contrário a concorrência nos engole . Será que tudo isso vale a pena? Vivo a mil- por- hora para ganhar dinheiro e sobreviver, depois gasto toda a grana que ganhei com a saúde para sobreviver ou às vezes nem consigo, “morri”, uiuiui...
   
    Hoje nós preocupamos com aquilo que os outros falam da gente ou do que fazemos, isso nos enlouquece... Será que vale a pena viver assim? Acho que não, só devemos fazer e nos preocupar com aquilo que realmente é importante e edificante para nós, o resto é resto, não conta .

    Tão importante e primordial, é pararmos um pouco e pensarmos em nossas ações. Que tal dar um tempo no meio de um “trabalho alucinado e estressante” e por  exemplo determinar : “Vou ali devorar um big sorvete”  e o primeiro amigo que eu encontrar após o desfrute daquela guloseima gelada , vou lhe contar uma piada de português e arrancar uma bela gargalhada dele.

    Por acaso você já fez isso hoje? Já arrancou uma gargalhada de alguém? Acha isso importante? Pois adote esse método e outros simples como esse, que com certeza você irá reequilibrar sua harmonia interior e seu rendimento melhorará em tudo. Pense nisso, não somos máquinas, somos gente que às vezes esquece de viver e passa a sobreviver, provocando em nós mesmo, problemas desagradáveis como stress, síndrome do pânico , taquicardia , rugas , cabelos brancos ou impotência .
Se liga  galera!
Sobreviver é fácil agora viver é uma arte.

É preciso saber viver...