Rio Doce Terra

# Campanha eleitoral -1967 em Rio Doce

Música de campanha política para sr. Caetaninho 1967
Paródia da “Banda” de Chico Buarque
Estava atoa na vida o meu amor me chamou...

 

Letra de Custódio de Almeida Pereira

Enviada e desenterrada por Dedá

 

Estava atoa na rua , quando alguém me chamou
Pra ver passar Caetaninho
Falando ao seu eleitor
O pessoal que sofria , despediu-se da dor
Foi ver passar Caetaninho, falando ao seu eleitor

O seu Biaggio que contava dinheiro parou
O Geraldinho que contava lorotas parou
A oposição que chorava derrotas
Calou para ver, ouviu e dar passagem

Meu coração que estava fechado se abriu
E Rio Doce todo se assanhou
Pra ver passar Caetaninho falando ao seu eleitor

Estava atoa na rua, quando alguém me chamou
Pra ver passar Caetaninho, falando ao seu eleitor
Gildo Ferrari que estava doente sarou
O Zé Real saiu no terraço e dançou
Uma professora debruçou na janela
Pensando que Caetaninho falava prá ela

O Caetaninho parou na avenida e seguiu
E a vitória que já era prevista surgiu
E Rio Doce toda se enfeitou
Pra ver passar Caetaninho , falando ao seu eleitor

E para o nosso encanto o que era bom começou
Tudo ficou tão legal, depois que ele ganhou

Em cada canto era um brinde
Em cada canto um eleitor
Depois que seu Caetaninho
Venceu com honra e esplendor.