Rio Doce Terra

# Cinomose

 

Dra. Alexandra Pereira Castro
Médica-Veterinária
Especialista em Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais

A cinomose é uma doença viral multissistêmica e altamente contagiosa que produz uma severa doença em cães, principalmente em filhotes e com letalidade inferior apenas a raiva. Acomete também cães adultos que não tenham sido vacinados ou com vacinação atrasada ou incompleta.
O vírus é transmitido principalmente por aerossóis ou gotículas infectantes provenientes do organismo de animais infectados, através do contato direto ou ar contaminado, ou seja, o animal doente espirra e contamina o ambiente e os animais que estejam perto.
Os sintomas são: febre, apatia, perda de apetite, secreção nasal e ocular, vômitos, diarréia e sinais neurológicos, sendo esses os piores e indicam um estágio mais avançado da doença. Dentre esses sinais neurológicos destacam-se: “andar cambaleante”, tiques ou mioclonias e ataques convulsivos. O diagnóstico se faz através da anamnese , exame físico do animal e exames laboratoriais. Uma vez diagnosticado a cinomose, o tratamento é de suporte, ou seja, devemos combater as infecções secundárias e dar condições ao organismo para “vencer” a doença, o que depende muito da resistência individual de cada animal. O prognóstico é reservado, muitos cães morrem ou são levados às clínicas veterinárias para eutanásia, para diminuir o seu sofrimento. É importante lembrar que NÃO se trata de uma ZOONOSE, ou seja, a cinomose NÃO acomete o ser humano.
Uma boa notícia é que há como evitar a cinomose: vacinação. Vacinas de boa qualidade, prescritas pelo(a) médico(a) veterinário(a) e aplicadas segundo o esquema por ele(a) proposto.
Não deixe a CINOMOSE derrotar seu amigão !