Rio Doce Terra

# Pescaria e paciência

Juninho Lobo

Esta estória aconteceu em Rio Doce no início dos anos 80 . Quando a extinta Minas Caixa ainda funcionava a todo vapor , um rapaz chamado Helvécio  , fazia o transporte do malote da agência , num fusquinha amarelo , ainda me lembro como se fosse hoje . Ele chegava em Rio Doce por volta das 9:00hs da manhã e ficava enrolando o tempo até as 16:00hs ,horário que levava no malote , todo o movimento do dia da agência local . As vezes me lembro que ele estendia uma rede no caramanchão da praça Helder de Aquino e dormia que era uma beleza . Nesta época nossa estrada de acesso a Ponte nova , não era pavimentada e o roteiro até o Viana era beira-rio . Quando passava retornando a Ponte Nova , após o sítio do Flamínio , observava que Zé Mol  pescava todos os dias no mesmo local , numa pedra preta onde hoje é propriedade do Gê . Dias após dias ,a cena se repetia e ele imaginou que aquele senhor franzino , deveria ser um exímio pescador e naquele momento decidiu o que faria nas suas horas vagas  :”Invadir o pesqueiro do Zé Mol” , pois descobriu que ele só ia para a pescaria as 13:00hs conforme tinha lhe dito o Mário Urubu . No dia seguinte de posse de uma parafernália tremenda , contendo iscas , molinetes , várias varas  , o Helvécio seguiu rumo a pesqueiro milagroso . Quando Zé mol chegou ao local , viu aquele elemento exatamente no pesqueiro dele , fato que o deixou chateado , pois ele só gostava de pescar ali . Então com uma paciência e uma sabedoria milenar , ele se deslocou 10 metros acima e começou a pescar . Naquele dia nada ; nem beliscar beliscou . No dia seguinte a mesma coisa ,3, 4 dias depois também da mesma forma . Helvécio inconsolado com a situação ,  se aproximou do mestre Mol e questionou qual era o segredo daquela pescaria . Zé Mol sem esticar muito a conversa ,disse que o segredo da pescaria é a paciência . O maloteiro já estava ficando nervoso ,pois  em 4 dias de sol quente , os peixes não tinham ainda visitado seu anzol . O tempo foi passando e no 10º dia consecutivo sem nenhum beliscão , o Helvécio aproximou-se novamente do Zé Mol e disse:
_Sô Zé , qual o segredo desta pescaria ? insistiu na mesma pergunta que tinha feito a dias anteriores .
_O segredo é ter paciência meu filho .
_Mas não é possível , tem 10 dias que pesco aqui no seu pesqueiro e não recebi nenhum beliscão .
_Uai , e eu que tem 10 anos ... Você tá muito apressado .Te falei que o segredo é paciência .
Depois desta o helvécio jogou as varas no rio e jamais voltou a pescar .O mestre Mol sempre chegava com suas vermelhas na garupa da sua bike incrementada. Coisas da terrinha ...