Rio Doce Terra

# Mala direta

Juninho Lobo

Na última década do milênio passado , foi criado pelos meus tios do lado materno , a SIC , sociedade dos irmãos Cenachi ,com o objetivo de administrar de forma empresarial o sítio do Gambá , propriedade em que meu avô adquiriu a muitos anos atrás . Nesta micro empresa foi instalada luz elétrica , silos de concreto , pocilga ,capineira irrigada , galpões arrojados e  laticínio , onde era processado o leite produzido e posteriormente transformado em queijo , o qual era vendido em Belo Horizonte .
     Nos finais de semana um dos membros da SIC vinha a Rio Doce e passava aos funcionários do sítio todas as obrigações e prioridades  da semana . Num belo final de semana , o escalado era o tio Zezé . Foi aí então que aconteceu um fato no mínimo cômico que  preocupou toda a família .
    Como todo e bom Cenachi , o tio Zezé almoçou no Domingo , deu aquela cochiladinha , se despediu de todos e pegou a sua possante milenar Belina e se foi rumo ao Gambá para embarcar a carga de queijos e seguir viagem para a capital do estado .Chegou ao sítio ,estacionou o carro  próximo ao laticínio , tirou uma pasta daquelas tipo as do 007 , pegou sua calculadora que nela estava e fez toda a contabilidade .
    Despediu-se dos funcionários e foi embora , porém esqueceu de tirar a pasta  de cima do bagageiro do carro . Seguiu viagem com a famosa maleta se equilibrando no bagageiro externo até o Viana “comunidade que ficava a uns 5km do sítio”. Chegando lá numa curva fechada denominada “curva do Mamede” ,  aconteceu o que se previa : a mala foi direta na canaleta do asfalto e espalhou-se tudo que nela continha pelo chão .Carteira de identidade ,moedas , revolver de plástico , jogo de dominó , algumas cuecas ,um celular de brinquedo , parafusos e aroelas oxidadas e muito mais ; porém ele não percebeu o que tinha acontecido e seguiu a viagem num rítmo frenético ao mais puro som de Roberto Carlos .
    Minutos após ao acidente com  a maleta , passou por alí alguém que se deparou com aquela trenhada espalhada pelo chão . Viu o documento de identidade e constatou na filiação , que a pessoa provavelmente assaltada e sequestrada era filho de meu avô , pessoa pública e conhecida de todos na cidade . Atônito , ele foi em disparada para  Rio Doce  , mais precisamente na casa do patriarca dos Cenachi e lhe disse o que tinha encontrado . O acontecido foi deduzido como assalto seguido de sequestro . Os pais e todos os parentes super preocupados acionaram as polícias de Rio Doce e Ponte Nova , mas nada acontecia ...nem sequer um pedido de resgate ...Foram momentos de “alta tensão”. E o tio Zezé seguia a viagem tranquilo e sereno .Os filhos e esposa já esperavam pelo pior quando derrepente ele entrou pela porta de seu apartamento dizendo : adivinha quem chegou ?
   Não entendeu porque deparou com a mulher pálida e os filhos em pranto.
_ O que há com vocês pessoal...que caras são estas ?
_ Nós estávamos morrendo de preocupação com você ?
_Porque ?
_ Acharam sua mala 007 atirada no asfalto ...Que aconteceu ?
_Put’s grila , esqueci ela em cima da milenar...  
Risoosssssssssssssssss

*trenhada = muitas coisas juntas misturadas e desarrumadas