Rio Doce Terra

# P-47 Thunderbolt

 

Juninho Lobo

Robusto, seguro e potente, o P-47 Thunderbolt, não foi só um monstro de máquina em termos de ataque ou peso, foi a mais numerosa aeronave americana em combate na Segunda Grande Guerra Mundial com mais de 15.700 unidades produzidas.
A história da criação do O P-47 foi um pouco estranha na aviação. Desenhado por Alexander Kartvelli, foi originalmente criado para ser um avião leve mas as experiências com ele na Europa mostraram que o avião precisava de mais armamanento, uma blindagem melhor e mais poder de voo em altas altitudes.

Com isto em mente, Kartvellie literalmente correu de volta para o desenho do avião e praticamente redesenhou o P47 em torno de um motor bem mais potente, a Pratt & Whitney R-2800 Double Wasp resfriado a ar. Vôos de testes mostraram que o novo avião, mesmo com mais peso e maior, foi bem rápido e manobrável, atingindo velocidades superiores a 600 km/h e com uma taxa de subida de quase 1.000 metros por minuto, o que era surpreendente para um avião que pesava mais de 5 toneladas.
O P-47 possuia oito metralhadoras de calibre .50, isso era uma potência de fogo impressionante quando disparado em conjunto o que causava estragos enormes em poucos segundos. E além desse poder de fogo ele conseguia carregar uma boa quantidade de munição e era o verdadeiro carrasco dos tanques de guerra alemães.

Outra vantagem do P-47 era sua excepicional capacidade mergulho em alta velocidade sobre aviões inimigos o que também permitia ao Thunderbolt os famosos mergulhos de ataque a tropas no chão e a trens blindados.